Bem-vindo ao Mac Specialist - Expert Apple

  • Jardim Botânico
    Brasília-DF
  • Aberto
    Seg - Sab: 09.00 às 23.00
  • Email
    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

A baixa autonomia do seu iPhone tem solução

O conceito de telemóvel há muito que mudou e hoje já não é só um equipamento para comunicações. Aliás, o próprio conceito de “comunicação” mudou com os telefones inteligentes, com as suas máquinas fotográficas e com a sua ligação à Internet.


A forma como lidamos com o smartphone e a própria dependência que temos dele, faz com que tenhamos práticas pouco saudáveis para a sua bateria. E é sobre a bateria que hoje vamos falar, mais concretamente sobre o chip de carga.

O telemóvel deixou de ser um mero equipamento para comunicações, há já muito tempo. O aparecimento da câmara fotográfica, a possibilidade de ligação à Internet e toda uma panóplia de aplicações, tornaram-no inteligente e transformaram-no num bem de primeira necessidade para a maioria dos utilizadores.

Esta dependência ao smartphone faz com que exista um deficiente manuseio quanto à sua bateria e a correta forma de o carregar. O que é normal, tendo em conta o stress do quotidiano que, de uma forma ou outra, nos obriga a carregar o telemóvel como e onde der e a usá-lo mesmo durante o carregamento.


Chip de carga do iPhone danificado

O mercado de smartphones está repleto de diferentes marcas e modelos, contudo, assim como acontece noutros segmentos, existem sempre marcas e equipamentos que são os mais apetecíveis pelos utilizadores. Dentro deste núcleo, facilmente se destaca a Apple e os seus iPhones, já que é sobre eles e sobre as suas baterias que vamos falar.

O iPhone, infelizmente, começa a ser conhecido pelos seus problemas de bateria e autonomia. Em muitos casos, a solução para este problema terá que passar pela substituição do chip de carga, ou seja, o chip que controla a carga que a bateria recebe, bem como pela substituição da própria bateria.

Quando o problema é do chip de carga, de nada adianta ao utilizador substituir somente a bateria, pois a avaria está no controlador da mesma.

Esta anomalia, por exemplo, é muito frequente também no ramo automóvel. Ou seja, nos automóveis existe o alternador (o equivalente ao chip de carga) e a bateria. A certa altura do tempo de vida do automóvel, o alternador deixa de funcionar corretamente e não transmite a informação certa à bateria. O mesmo se passa com os iPhones. O chip de carga danificado deixa de transmitir a amperagem correta para um carregamento eficiente, da mesma forma que deixa de apresentar a percentagem correta de carga na bateria.

Um processo bastante meticuloso

A substituição do chip de carga envolve um processo bastante meticuloso e exige material muito específico e para o qual nem todas as empresas de serviços de reparação estão capacitadas para o fazer.

Dentro das especializadas no serviço existe a P-Telemóveis que demora cerca de 1 a 2 dias a efetuar todo o processo, na medida em que, além da substituição do chip e da bateria, ainda efetua ciclos de carga completos com o objetivo de perceber se o problema ficou resolvido ou se tem, eventualmente, outra origem. Além da reparação aos iPhones, como poderá ver o processo explicado ao iPhone 7, também é possível executar a mesma substituição aos iPads.

Fonte: pplware


 

Tags: , ,

© 2018 Mac Specialist Suporte Técnico Apple